Ir para o conteúdo

Vera Cruz / RS
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Youtube
Rede Social Instagram
Rede Social WHATSSAP
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
MAR
03
03 MAR 2021
SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO RURAL E MEIO AMBIENTE
União e Estado reconhecem Situação de Emergência pela estiagem

A Situação de Emergência pela estiagem no Município de Vera Cruz foi homologada e reconhecida pelos Governos Estadual e Federal. A comunicação, feita pela Defesa Civil do Estado, ocorreu nesta quarta-feira (3), quando foi publicada no Diário Oficial da União a Portaria nº 345, de 1º de março de 2021, e no Diário Oficial do Estado, o Decreto nº 55.773, de 1º de março de 2021.


Ambas as publicações trazem o reconhecimento do Decreto 6.641, de 18 de janeiro de 2021, que declarou Situação de Emergência no Município de Vera Cruz em razão da escassez de chuvas, que gerou perdas na produção agrícola estimadas em R$ 15,9 milhões.


O prejuízo maior se deu nas culturas do milho, safra (40%) e resteva (30%), e da soja (30%), conforme dados do laudo técnico de perdas elaborado entre os dias 12 e 14 de janeiro pela Secretaria de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente em conjunto com Sindicato dos Trabalhadores Rurais na Agricultura Familiar e Emater/RS-Ascar.


De acordo com o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola e Pecuária do Município ainda houve quebra de 5% na produção de arroz e 2% na produção de leite. O prejuízo maior foi observado na região sul do Município, em especial, nas localidades de Linha Tapera e Entre Rios.


Todos esses dados, comprovados em laudos, foram cadastrados e registrados pela Defesa Civil do Município no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres – S2iD e no Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil – Sinpdec. Após ajustes solicitados pelo Governo do Estado a situação foi homologada e após reconhecida através de decreto do Estado e portaria da União.


O Secretário de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente, Diego Halmenschlager, já havia alertado da necessidade do reconhecimento por parte do Estado e da União para auxiliar os produtores do Município na renegociação de financiamentos, no acionamento de seguros e na busca de recursos dessas esferas pelo Executivo Municipal.


Para o prefeito Gilson Becker o reconhecimento demonstra que a decisão do Município foi acertada. “A situação entre novembro e janeiro realmente foi crítica e as perdas da seca não serão recuperadas, apesar da enxurrada, que gerou um novo decreto de situação de emergência em fevereiro. Neste caso ainda estamos ajustando pendências nos laudos para encaminhamento da homologação e posterior reconhecimento pelo Estado e União”, esclarece o Chefe do Executivo.

Autor: Josiléri Linke Cidade
Seta
Versão do Sistema: 3.0.0 - 03/05/2021
Copyright Instar - 2006-2021. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia