Ir para o conteúdo

Vera Cruz / RS
Acompanhe-nos:
Rede Social Facebook
Rede Social Youtube
Rede Social Instagram
Rede Social WHATSSAP
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
ABR
07
07 ABR 2021
SECRETARIA DE SAÚDE
Confirmados dois casos de dengue em Vera Cruz

A Vigilância Sanitária do Município do Vera Cruz recebeu no fim da tarde desta terça-feira (6) a confirmação de dois casos de dengue. Os exames foram realizados por laboratório particular. Além da comunicação desses dois casos, a Secretaria de Saúde aguarda o resultado de exames de outros dois casos suspeitos que também estão em análise em laboratório.

Larvas do mosquito foram encontradas em todos os bairros na área urbana, em maior número no Centro, Leopoldina, Imigrantes e Araçá. Dos dois casos confirmados de dengue um deles é de um morador do bairro Imigrantes e outro é de um morador do bairro Cipriano, porém um dos casos pode ser importado, ou seja, ter sido contraído em outra cidade, já que diversos municípios da região também já confirmaram casos recentes de dengue.

As larvas são analisadas no laboratório próprio da Vigilância Sanitária. Conforme o coordenador do setor, médico veterinário André Mello Sant’Anna, o último Levantamento Rápido de Índices para Aedes Aegypti – LIRAa, o terceiro realizado neste ano em Vera Cruz, apontou nível médio de infestação, assim como o segundo levantamento, mostrando um aumento em relação ao primeiro, quando o índice era baixo.

“Vamos intensificar as ações de vistorias nas residências, orientações da população e eliminação de criadouros de água parada, em ralos, pneus, garrafas, calhas e outros objetos e plantas, principalmente nas residências onde mais se encontra o mosquito e em locais que acumulam água da chuva, como bromélias. Precisamos de engajamento da população para o combate à dengue”, conclama Sant’Anna.

A Secretária de Saúde, Clair Tornquist, pede que a população faça a sua a parte no enfrentamento a doença. “Cada munícipe precisa ser um fiscalizador do seu pátio, da sua residência. Só assim, vamos conseguir eliminar o mosquito e a contaminação por dengue”, frisa a titular da pasta.



Autor: Josiléri Linke Cidade
Seta
Versão do Sistema: 3.0.0 - 03/05/2021
Copyright Instar - 2006-2021. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia